Vitor Dutra
É bacharel pela Escola de Música da UFMG, sob a orientação do professor Edson Queiroz de Andrade.

Vitor Dutra é natural de Juiz de Fora, iniciou seus estudos com o professor Édson Zagueto, no Conservatório Estadual Haideé França Americano.

Em 1989 recebeu um convite para estudar com o maestro Nelson Nilo Hack no Centro Cultural Pró-Música. Atuou como Spalla da orquestra de Câmara do Centro Cultural Pró-Música onde gravou 6 CD’s de Música Colonial Brasileira.

Em 1992 ingressou na turma do renomado professor Paulo Bosísio no Rio de Janeiro. No mesmo ano, foi finalista do 4º Concurso Internacional de Cordas do Centro Cultural, obtendo o prêmio candidato revelação. Em 1996, participou do 1º Festival de Música Internacional Colonial Latino-Americana, realizado na Bolívia, na região de Chiquitos, a convite do Ministério da Cultura.

Participou de vários cursos de férias como, Festival Orchestrades (França), Festival de Música de Curitiba, Festival de Música de Campos do Jordão, Festival de Música Antiga e Música Colonial Brasileira de Juiz de Fora, tendo aula com importantes professores.

Já atuou como solista frente a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, Orquestra Sinfônica da UFMG, Orquestra de Câmara Sesiminas/Musicoop, Orquestra de Câmara Uni-BH, Orquestra de Câmara do Centro Cultural Pró-Música, Orquestra Ouro Preto Orquestra de Câmara de Ouro Branco.

Atualmente é Spalla da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, é membro da Orquestra Ouro Preto, Orquestra de Câmera Musicoop, 2º violino do Quarteto Opus, músico convidado da Orquestra Filarmônica de Minas Gerias, professor do CEFAR e do curso de extensão da Escola de Música da UFMG.