A Orquestra - Release
A Orquestra de Câmara MUSICOOP foi criada em dezembro de 1995 como resultado de um processo evolutivo que visou uma melhoria técnica e operacional na prestação de serviços no campo cultural. Constituída por 20 membros, sendo 18 músicos e 02 técnicos administrativos, a MUSICOOP (Cooperativa dos Músicos Profissionais de Minas Gerais), como uma instituição autônoma, presta serviços em diversas modalidades.

Em sua trajetória de mais de dez anos de apresentações regulares pelo interior e capital do Estado de Minas Gerais, a sempre calorosa manifestação da platéia ao fim de execução de obras do repertório nacional tem inspirado e motivado a Orquestra a destinar cada vez mais espaço ao trabalho de pesquisa, arranjo e execução de composições de autores brasileiros.

Além da realização de concertos de câmara em teatros da capital e interior, a Orquestra de Câmara MUSICOOP desenvolve projetos inéditos e ousados, como concertos didáticos em indústrias, escolas e canteiros de obras, estendendo assim a música a setores mais amplos da sociedade. A Orquestra tem como um de seus objetivos trabalhar para a formação de um público atuante e participativo, fortalecendo as instituições artísticas e elevando o padrão cultural da população.

A Orquestra de Câmara MUSICOOP vem se firmando como conjunto de alta qualidade artística, tendo sido elogiada por todos os músicos nacionais e estrangeiros que se apresentaram como solistas nos CONCERTOS BDMG, tais como as violinistas Mariuccia Iacovino e Anastásia Khitruk, o violoncelista Antônio Del Claro sob a regência do Maestro Oiliam Lanna. O Maestro Edino Krieger e os violinistas Cláudio Cruz e Paulo Bosisio afirmaram que a Orquestra de Câmara MUSICOOP destaca-se no Brasil por sua excelência e seriedade profissional.

A orquestra gravou os cd’s, “Aquarelas” com músicas de Ary Barroso e os solistas Nivaldo Ornelas e Juarez Moreira em 1996 e “Sortilégios da Lua” com lançamento em abril de 1999.

O manifesto interesse do público por uma coletânea de canções brasileiras orquestradas, somado ao desejo da Orquestra de ter um registro fonográfico de sua bem-sucedida trajetória de valorização da nossa música popular, fez nascer o projeto de realização de um CD que contemplasse a música popular brasileira em todo o seu ecletismo e beleza. “Alma Brasileira”, lançado em novembro de 2004, traz desde canções já consagradas a sucessos atuais e peças ainda pouco conhecidas; todas especialmente arranjadas e adaptadas para tirar excelente proveito da peculiar sonoridade de uma orquestra de cordas.