Edson Queiroz
Natural de Ubá (MG), foi aluno de Mário Vieira, José Mattos, Maria Durek e Paulo Bosisio. É Mestre em Artes e Doutor em Música na área de Pedagogia e Performance do Violino, pela Universidade de Iowa (EUA), sob a orientação de Leopold La Fosse.

É professor de violino pela Universidade Federal de Minas Gerais, e tem participado como professor de vários Cursos de Férias, tais como o Curso Internacional de Verão de Brasília, o Festival de Inverno de Campos do Jordão, o Festival Internacional de Música de Cochabamba, Bolívia, a Oficina de Música de Curitiba, PR, e o Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga de Juiz de Fora. Ministrou Masterclasses na UFRGS (Porto Alegre), UFU (Uberlândia), Centro Cultural Pró-música (Juiz de Fora), Centro Cultura Musical de Campos (RJ), e Faculdade de Música do Espírito Santo (Vitória).

Como solista e spalla, atuou em várias orquestras, tais como a Orquestra do Festival Bach, em Iowa City (EUA), a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, a Orquestra de Câmara Carlos Vaz de Carvalho (B.H.), a Orquestra do Festival de Música Colonial Brasileira (Juiz de Fora), a Orquestra Filarmônica de Goiás, a Orquestra de Câmara Teatro São Pedro (Porto Alegre), a Orquestra da Sociedade Musical Bachiana Brasileira (Cuiabá), a Orquestra do Festival Internacional de Cochabamba (Bolívia), a Orquestra Filarmônica de Mato Grosso (Cuiabá), a Orquestra de Câmara da UFES (Vitória), Orquestra Filarmônica Nova (B.H.), a Orquestra de Câmara Camargo Guarnieri (Uberlância, MG), e a Camerata Jovem da FAMES (Vitória, ES). Em Março de 1998 apresentou-se como Spalla Convidado da Orquestra de Câmara Lobo de Mesquita na embaixada brasileira em Paris, durante o 18º Salão do Livro. Atualmente é Spalla da Orquestra de Câmara Musicoop.

Como camerista, integrou o Quarteto de Cordas da EMUFMG (1989-94), apresentando-se em importantes espaços culturais do país, estreando peças de compositores nacionais tais como Oilian Lanna, Rufo Herrera e Roberto Victorio. Integrou também o Grupo de Música Contemporânea da Escola de Música da UFMG (1992 – 2000) e o Trio Novarte (1994-2000), apresentando-se regularmente nos espaços culturais brasileiros e também no exterior: no Brazilian-American Cultural Institute, em Washington D.C. , e na Escola de Música da Universidade de Iowa, EUA (1995). Integra o duo violino/piano com sua esposa, a pianista Valéria Gazire, bem como a Oficina Música Viva – Grupo Instrumental.